Mãe de Liliane sequestrada em Nova Iguaçu acredita que filha esteja viva

NOVA IGUAÇU - Esperança. Essa é a única força que tem dado sentido à vida da dona de casa Maria Rosa dos Santos. Ela é mãe da manicure Liliane dos Santos, de 28 anos, sequestrada na noite do dia 19 de julho deste ano quando voltava para casa, no bairro da Viga, em Nova Iguaçu. Maria, que tem acompanhado as investigações sobre o caso conduzidas pela Delegacia da Posse (58ª DP), acredita que ainda irá reencontrar a filha com vida. “Todas as noites minha neta, que tem 7 anos, pergunta pela mãe. Fico angustiada, mas procuro não deixar que ela perceba minha tristeza, pois a família está abalada. Ela ainda não sabe o que aconteceu”, conta Maria.

Trotes só aumentam a angústia 

A dona de casa lamenta os trotes sobre o sequestro da filha, que a polícia tem recebido, e informou que a família pretende realizar em breve uma passeata para sensibilizar as pessoas a colaborarem com informações sobre o caso. “Qualquer pista, a mínima que seja, é valiosa para as investigações. Quero agradecer o empenho da equipe da 58ª DP, que está priorizando esse caso, em busca de respostas, que todos nós estamos querendo. E, por favor, não passem trote, pois isso atrapalha o trabalho dos investigadores”, apela. Titular da Delegacia da Posse, Marcus Henrique de Oliveira, que investiga o caso, afirmou que a todo momento chegam informações desencontradas sobre o desaparecimento da jovem. De acordo com ele, a maioria é trote, o que acaba atrapalhando as investigações. Informações sobre o caso podem ser dadas para os telefones 3779-3315 ou Disque Denúncia (2253-1177).

Como foi o sequestro da jovem

Por volta das 21h30, Liliane dos Santos voltava da academia com uma amiga, quando foi abordada por um homem que conduzia um veículo, na Rua Espírito Santo, próximo ao Campo do Carioquinha. Um vídeo de uma câmera de segurança mostra o instante em que as duas mulheres desviam do carro. Em seguida, um homem vestido com uma roupa social desembarca e vai atrás delas. Ele volta com a arma engatilhada, segurando Liliane pelo braço e a obriga a entrar no veículo.

Suspeito do sequestro foi morto 

O homem que era investigado pelo sumiço de Liliane foi morto numa troca de tiros com policiais militares no dia 31 de julho. Antônio Marcos Borges da Silva, de 44 anos, também era o principal suspeito pela morte da publicitária Patrícia Ávilla, em junho, e pelo sequestro de duas mulheres na Zona Norte do Rio, assim como o estupro de uma delas. Segundo informações do Batalhão de Mesquita (20º BPM), o marginal foi reconhecido pelos PMs no Centro de Nova Iguaçu. Ele reagiu à abordagem e atirou contra os agentes. Marcos levou dois tiros e chegou a ser encaminhado para o Hospital da Posse, onde já chegou sem vida.


Via Jornal Hora H
Por Ivan Teixeira
COMPARTILHAR:

+1

0 Comentario "Mãe de Liliane sequestrada em Nova Iguaçu acredita que filha esteja viva"

Postar um comentário

ATENÇÃO: Este comentário será moderado, podendo ser aprovado ou não. Evite palavras que possam denegrir ou ofender alguém.

Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser excluídos em 3 dias pelos nossos moderadores